quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Que seja o primeiro pensamento.




Então passado, tudo bem? Eu vim te falar uma coisas hoje. Por que ontem você era tão bom. Mas hoje bate nas minhas costas todos os dias, querendo que eu olhe pra trás? Mas eu não vou olhar. Vai dar saudade. Vai dar vontade de chorar. E eu não quero chorar, apesar do meu coração estar muito cheio, eu ainda não quero chorar. Tantos momentos de sorrisos, não é? Tanta coisa, tanta gente, tantos risos, quanta falta […] mas eu ainda estou de pé, e eu não vou olhar pra trás. Eu quero pensar pra frente. Seguir em frente. Mas sabe.. Me deixe em paz vai. Eu ainda tenho fotos guardadas, deveriam estar longe de mim, mas eu ainda as guardo. Por que quando a saudade vem, eu as olho. E eu choro. Não por que quero, mas porque sinto um vazio. E olha passado, sai daqui.. Deixa o meu presente ser feliz, deixe eu ser feliz. Por favor, é só o que eu te peço.. Me deixa, me larga, some daqui. Some! Vai viver sua vida pra lá, eu quero é cuidar da minha. Cuidar sabe? Por que ultimamente, você tem assumido o controle de tudo. E eu não quero isso. Eu nunca quis. Mas quanto me dei conta.. Eu já estava esborrando de lembranças vazias. E quando eu fico em silêncio, me vem o som dos risos. Mas junto com os risos, vem o som dos soluços. E quantos soluços você causou, não? Quantas lágrimas você me fez derramar passado, e o que você ganhou com isso? Ah, já sei.. Mas uma tola ficando presa em você. Em suas expectativas inúteis, em seus planos mal acabados.. Em seus sorrisos falsos. Mas eu cansei. Não te quero mais aqui. Vai pra lá. Não vem mais pra cá. Por que você não sabe o quanto machuca estar presa em memórias inacabáveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário